Hall Mendes, o Abel da novela Jesus

Hall Mendes fala sobre suas experiências, planos para o futuro e como é estar inserido no mundo da arte

Ator fala sobre suas experiências, inspirações e como é estar fazendo parte de uma trama religiosa

Por Juliana Moraes
Fotos: Anderson Marques

Em entrevista exclusiva para a Mais Mais Mais, o ator Hall Mendes fala sobre sua carreira artística e como é estar fazendo um papel na trama religiosa “Jesus”, da Record.  Arte, inspirações, sonhos e planos para o futuro também estiveram em pauta no bate-papo.


Porque decidiu entrar para a vida artística? Como foi o processo? Fui uma criança muito tímida, mas criativa. Na escola, apesar da timidez, me destacava nos trabalhos que os professores passavam. Sempre queria fazer algo diferente, escrevia músicas, poemas e até peças de teatro. Foi aí que criei uma paixão imensa pela arte e fui perdendo a timidez, hoje sou sem vergonha (risos). Quando terminei o ensino médio, fiquei meio perdido, sem saber o que iria cursar. Fiz vestibular pro curso de publicidade e jornalismo, mas acabei optando em fazer nutrição. Foi a pior decisão da minha vida hahahaha acabei desistindo no primeiro período e decidi viajar para o RJ e realizar meu sonho. Entrei para um curso de tv e cinema e a partir daí as coisas começaram a acontecer na cidade maravilhosa.

Como foi fazer um personagem em “velho Chico”? Quais suas maiores dificuldades? Velho Chico foi uma oportunidade única. Quando descobri que tinha passado nos testes, fiquei em choque (risos). Na época era tudo muito novo pra mim e tudo aconteceu muito rápido. Sinto muito orgulho de ter feito parte dessa novela, de ter conhecido tanta gente incrível. Foi um trabalho intenso, tivemos muitas perdas, mas foi um aprendizado enorme, como ator e como pessoa.

Você sempre soube que queria ser ator ou já pensou em ter outra profissão? A arte era a única coisa que tirava minha timidez quando criança. Na época, minha tia Lany Mendes, cantava em uma banda chamada Calypso do Pará, e eu achava aquilo um máximo, a forma que ela levava a vida dela, fazendo shows e levando arte para as pessoas. Foi aí que despertou o sonho de ser cantor também (risos) juntei os meus primos e fizemos uma banda chamada “Rider”. A banda acabou quando conheci o teatro e me apaixonei perdidamente pela profissão. Nunca tive sonho de ser médico, advogado ou algo do tipo.

Qual o seu papel dos sonhos? Essa pergunta é difícil, mas tenho uma vontade enorme de fazer um serial Killer.

O que você pretende para o seu futuro profissional daqui pra frente? Eu quero estudar mais, aprender novas línguas e fazer coisas novas. Hoje tenho um sonho enorme de apresentar um programa de auditório. Não sei como surgiu essa vontade, mas é algo que está crescendo muito em mim.

Como foi sair de Pernambuco e se mudar para o Rio de Janeiro para interpretar “Jota” em “Malhação: Viva a Diferença”? Sair de Pernambuco foi uma das decisões mais difíceis que tive que tomar. A saudade da família parece que nunca passa, mas tá valendo muito a pena. Me acostumei com Rio, no início foi difícil, mas não me imagino morando em nenhum outro lugar além do rj. Hoje posso dizer que aqui é minha casa❤

Você tem algum artista como inspiração na hora de atuar?Irandhir Santos é um ator que eu sempre admirei, desde criança. Tive o prazer de conhecer e contracenar com ele em Velho Chico. Sou fã demais.

Como foi sair da TV e ir para os palcos com o espetáculo “Jovem Estudante Procura”? Conhecer nossos fãs lindos desse Brasilzão acompanhado de grandes amigos como, Talita, Fábio, Malu e Vini, tá sendo incrível demais.

Você é muito parecido com o ator Brandon Flynn, de 13 Reasons Why. As pessoas te comparam muito com ele? Se sim, o que você acha dessa comparação? Eu me divirto pra caramba! Eu não acho tão parecido nao, acredito que temos o perfil, mas não igual. Admiro muito o Brandon e sou mega fã do trabalho dele.

Você sonha em ter uma carreira internacional como ator? Muito! Acho que todo ator sonha com isso.

O que você acha do novo papel que vai interpretar na novela “Jesus”? Tá sendo muito interessante. O personagem é ótimo e bem construído. Tenho certeza que a galera vai amar o Abel.

Como conciliar a novela e o espetáculo das quais você está participando? Sou um privilegiado, conciliar as duas coisas é muito difícil, mas seguimos firme na luta hahahaha. Quando não consigo fazer o espetáculo por conta das gravações da novela, o stand in faz no meu lugar.

Entre a televisão e o teatro, qual você prefere e por quê? Eu sou apaixonado por teatro, mas amo o audiovisual. Não sei dizer qual eu prefiro, são duas coisas totalmente diferentes. Nesse momento estou conseguindo conciliar os dois e to me sentindo muito completo.

PING PONG

Nome completo: Hallbert Kellyson Mendes Silva

Idade: 21 anos

Signo: peixes

Uma qualidade: brincalhão

Um defeito: ansioso

Um sonho: ter um programa de televisão

Um medo: sapo

Uma lembrança de infância: Quando era época de Natal e eu decorava a árvore com a minha mãe.

Sua maior inspiração: Minhas 3 mães! Mary, Jó e Erika.

Defina-se em uma palavra: Determinado

Se você pudesse ser qualquer outra coisa, o que seria? Seria um pássaro pra sair voando como se não houvesse amanhã.